Traffic calming e motocicletas. Novas aventuras do Lucky 13


 

lucky13Eis que o abobalhado Lucky 13 chega para nos resgatar das idéias minúsculas contra a proibição do “corredor” em terras tupiniquins!

Foi lançado hoje o sexto episódio [arquivo PDF, em inglês] da campanha pública de segurança para motociclistas da Associação Européia de Fabricantes de Motocicletas [ACEM].

Tenho comentado cada novo lance da campanha desde o lançamento em outubro de 2008. A campanha escolheu a linguagem dos quadrinhos para aumentar a consciência de motociclistas e, principalmente, de jovens pilotos de scooters, acerca dos riscos potenciais relacionados com a infraestrutura das vias.

O novo episódio apresenta o perigos da várias estruturas de traffic calming adicionadas principalmente às vias urbanas. Traffic calming é uma espécie de sossega-leão no trânsito – um arsenal de intervenções físicas na via que têm por objetivo reduzir os acidentes em locais determinados, principalmente reduzindo a velocidade dos veículos. Os quebra-molas, por exemplo, irregulares mas onipresentes em todo país, são uma técnica de traffic calming. Um estreitamento da via na proximidade de uma faixa de travessia de pedestres é outro exemplo possível, bem como as famosas e altamente eficientes mini-rotatórias.

Para muitas motocicletas, esses obstáculos na via são facilmente transponíveis, mas realmente restringem o deslocamento dos veículos de quatro rodas, o que exigirá do motociclista guardar maior distância dos veículos à sua frente e maior atenção para uma frenagem de emergência.

O que?? Guardar distância do veículo à frente? Quer dizer que na Europa as motocicletas andam atrás dos carros?!!!! Pois é, essa é a regra, há muito tempo, e não só na Europa. Uma única regra para todos os veículos.

Mas e a conversa de que o motociclista fica sem campo de visão, sem espaço de frenagem… Dizer que é um “perigo extremo” ocupar a posição na via como qualquer outro veículo é pura ignorância ou uma farsa intencional.

Publicado por

biavati

Sociólogo, escritor, palestrante e consultor em segurança no trânsito, promoção de saúde e juventude.

Um comentário em “Traffic calming e motocicletas. Novas aventuras do Lucky 13”

  1. Eu não acredito em falta de informação (ignorância dos riscos), creio sim, que a melhor definição dessas atitudes perigosas é a tal “Lei de Gerson”, pra quem não conhece é aquele jeitinho de levar vantagem em tudo, inclusive no trânsito, só que essa vantagem tem um preço muito alto.

    Eu não estou falando só dos custos para conserta a moto, mas tabem de todos os custos diretos e indiretos que estão associados aos acidentes, portanto seria muito importante que cada um de nós “motoristas e motociclistas” abolicimos a Lei de Gerson da nossa vida.

    Espero que em breve haja a revisão do Codigo de Trânsito e “PROIBA AS MOTOS DE TRANSITAREM ENTRE OS CARRO” , sou um motociclista que anseio por essa revisão e assim haverá mais segurança para todos com menos acidentes, pois será uma regra só para todos os veículos.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s