Jeitos imbecis de morrer


A essa altura do campeonato todo mundo já conhece, mas tenho que compartilhar uma das campanhas mais inteligentes sobre segurança que assisti nos últimos tempos.

A campanha foi encomenda pela companhia Metro Trains, gestora do serviço de trens metropolitanos de Melbourne, Austrália. A Metro comanda uma rede de 15 linhas de trem, 215 estações a serviço de 415.000 usuários/dia e se apresenta como “uma parte crucial do tecido social e econômico de Victoria no século 21“. A Metro faz sua parte, pelo visto, e ousa publicar na primeira página relatórios diários de performance de sua operação: no dia 9 de julho, os trens da Metro apresentaram 92,7% de pontualidade. Nada mal.

A campanha explora a incrível desatenção e desprezo que algumas pessoas dedicam a essas máquinas gigantes chamadas “trem”. Para a maioria, trens são coisas grandes, rápidas com as quais não seria muito inteligente brincar. A campanha busca, então, alertar àqueles que sofrem de certo apagão mental e impedi-los de fazer algo imbecil e terminar mortos sob as rodas de aço de um trem.

O pulo do gato da concepção do comercial é que há muitas maneiras imbecis de morrer que todo mundo conhece e busca evitar: coisas tais como incendiar os cabelos, cutucar um urso com uma vareta, tomar remédios vencidos, engolir um tubo de cola superbonder, se esconder dentro de uma secadora de roupas… por que não evitar também escutar música na borda da plataforma da estação, furar o bloqueio de uma travessia de linha férrea ou entrar na linha para buscar objetos?

A campanha é embalada por uma música deliciosa, hipnótica, quase infantil, e se desdobra em várias plataformas digitais, vira um jogo para smartphones no qual se busca impedir os personagens de morrer de jeitos imbecis, e no divertido website da campanha, aprende-se :

“imbecil: usar skates, patins ou qualquer outro objeto sobre rodas perto de trens

inteligente: tentamos pensar em algo menos seguro do que usar skate ou uma bicicleta perto de trens, mas não deu. Sério, não fique sobre rodas perto de trens. Fique com os pés firmes no chão. Só dessa vez.”

Morrer à toa é sempre uma coisa imbecil – melhor nos cuidarmos perto de uma linha de trem (e se aprendermos mesmo a lição, por que não começarmos a nos cuidar também no trânsito?)

Nada vence a inteligência.

p.s: a quem interessar, segue a tradução da letra da música da campanha:

Dumb Ways To Die

Set fire to your hair

Poke a stick at a grizzly bear

Eat medicine that’s out of date

Use your private parts as piranha bait

Dumb ways to die

So many dumb ways to die

Get your toast out with a fork

Do your own eletric work

Teach yourself how to fly

Eat a two-week old unrefrigerated pie

Dumb ways to die

So many dumb ways to die

Invite a psycho killer inside

Scratch a drug dealers´s brand new ride

Take your helmet off in outter space

Use a clothes dryer as a hiding place

Dumb ways to die

Some many dumb ways to die

Keep a rattlesnake as a pet

Sell both your kidneys on the internet

Eat a tube of superglue

I wonder what´s this red button do?

Dumb ways to die

So many dumb ways to die

Dress up like a moose during hunting season

Disturb a nest for of wasps for no good reason

Stand on the edge of a train station platform

Drive around the boomgates at a level crossing

Run across the tracks between the platforms

They may not rhyme but they´re quite possibly

The dumbest ways to die

Dumb ways to die

So many dumb ways to die

Be safe around trains

A message from Metro

Maneiras Idiotas de Morrer

Atear fogo em seu cabelo

Cutucar com uma vara um urso pardo

Tomar medicamento fora da validade

Usar suas partes íntimas como isca de piranha

Maneiras estúpidas de morrer

Tantas maneiras estúpidas de morrer

Pegar sua torrada com um garfo

Fazer sua própria instalação elétrica

Aprender a voar sozinho

Comer uma torta fora da geladeira há duas semanas

Maneiras estúpidas de morrer

Tantas maneiras estúpidas de morrer

Convidar um assassino psicopata para entrar

Riscar o carro novo de um traficante

Tirar fora seu capacete no espaço

Usar a secadora de roupas como esconderijo

Maneiras estúpidas de morrer

Muitas maneiras estúpidas de morrer

Criar uma cascavel como um animal de estimação

Vender os seus rins na internet

Comer um tubo de supercola

“Eu me pergunto: o que é esse botão vermelho faz?”

Maneiras estúpidas de morrer

Tantas maneiras estúpidas de morrer

Fantasiar-se de alce na temporada de caça

Incomodar um ninho de vespas sem uma boa razão

Ficar sobre a borda de uma plataforma de estação

Ultrapassar uma cancela de passagem de nível

Correr através dos trilhos entre as plataformas

Elas podem não rimar, mas são provavelmente

as maneiras mais idiotas de morrer

As maneiras estúpidas de morrer.

Tantas maneiras estúpidas de morrer

Permaneça seguro próximo aos trens

Uma mensagem da Metro

Publicado por

biavati

Sociólogo, escritor, palestrante e consultor em segurança no trânsito, promoção de saúde e juventude.

5 comentários em “Jeitos imbecis de morrer”

  1. Grande Eduardo! Só você mesmo para encontrar coisas inteligentes. São vários filmes e em todos há esse lado hipnotizante e um ar de pureza. Realmente a melodia fica na memória. É outra dimensão. Não dá para comparar com as mensagens daqui. São esses detalhes, esses pontos de contato com o usuário que fazem a diferença, aliada à própria qualidade do serviço prestado que dá aquela sensação tipo, poxa, essa empresa está preocupada com a nossa segurança e o nosso bem estar. Bom, acho que não é o momento para cornetar e sim divulgar. Parabéns. Marcos Evêncio.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s