O tempo de uma década

11 de maio de 2020

Seremos menos aguerridos, haverá menos crianças nas ruas, talvez menos ruas do que veículos, mais mulheres do que homens, muitos idosos a cuidar.

Continuar lendo O tempo de uma década

500 crianças NÃO chegarão à escola hoje

o direito à educação DEPENDE do direito a RUAS SEGURAS

VEJA o novo filme do cineasta Luc Besson para a Federação Internacional de Automobilismo (FIA)


ASSINE  a  Declaração das Criança pelo Trânsito Seguro  ‪#‎savekidslives‬ 

Rumo a 1 milhão de assinaturas

Michelin Best Driver 2014 – a conversa com os universitários

Em 2014, o Programa Michelin Best Driver, uma iniciativa inédita do Grupo Michelin, dirigido ao público jovem universitário, contou com a consultoria técnica do sociólogo e a participação em todos os talk-shows que percorreram 15 universidades em oito capitais do país.

O Programa Michelin Best Driver integrou o formato de palestras à dinâmica de uma competição pelo melhor comportamento no trânsito, medido objetivamente por tecnologia de telemetria instalada nos carros dos universitários. Mais do que o repasse de conhecimento, portanto, a experiência promoveu, de fato, a mudança real de condutas que puderam ser quantificadas e a multiplicação da idéia de que juntos podemos salvar milhões de vidas.

Nossa mobilidade conectada: resumo da conversa

Eduardo Biavati e Luis Felipe Pondé conversaram com Felipe Solari sobre Celular e Direção. Um papo que aconteceu dia 05/08, ao vivo via Periscope, no escritório do Twitter, em São Paulo. Veja aqui um pouco do que rolou e assista aos melhores momentos dessa conversa.

Dia 19/08 15h – Gustavo Gitti e Xico Sá conversam sobre Celular e relacionamentos

Dia 02/09 15h – Luis Fernando Correia e Luiz Felipe Pondé conversam sobre Celular e pequenos acidentes

Dia 16/09 15h – Phelipe Cruz e Rafael Cortez conversam sobre Celular e momentos

Dia 30/09 15h – Bia Granja e Daniella Freixo de Faria conversam sobre Celular e criança

O quinquênio que se foi e o quinquênio que virá – tempo de resultados

15dd7470-f9c1-47e4-b21b-5ed40edfc141

Em 10 de abril de 2014, a Assembléia Geral da ONU aprovou uma resolução para a “Melhoria da segurança viária global”. A resolução foi patrocinada pela Federação Russa e co-patrocinado por dezenas de outros países. Entre as principais decisões, a resolução saudou a oferta do Governo do Brasil para sediar a 2ª Conferência Global de Alto Nível Mundial sobre Segurança Viária, em 2015.

A Conferência, que será realizada em Brasília, nos dias 18 e 19 de novembro, reunirá cerca de 1.500 delegados, entre eles Ministros dos Transportes, Saúde e Interior de muitos países, altos funcionários de agências das Nações Unidas, representantes da sociedade civil e líderes empresariais. Juntos, os delegados examinarão o progresso da Década de Ação para Segurança Viária 2011-2020; definirão os próximos passos a nível global e nacional para alcançar a meta da Década de Ação de salvar 5 milhões de vidas; e olharão além de 2020, visando as ações urgentes necessárias para implementar as metas de desenvolvimento pós-2015 relacionadas com a segurança viária.

O Governo do Brasil gostaria de ter um documento final robusto como resultado da Conferência – a Declaração de Brasília sobre Segurança Viária – por meio de um processo de negociação que envolva a consulta de amplo espectro de interessados. Estados-Membros, organizações das Nações Unidas, organizações intergovernamentais, ONGs e entidades do setor privado são convidados a compartilhar seus comentários e sugestões relativos ao esboço inicial (zero draft) da Declaração de Brasília, que foi elaborado preliminarmente por meio da consulta aos “Amigos da Década de Ação para a Segurança Viária 2011-2020”, em Novembro de 2014 e Março de 2015.

Esta consulta pela internet permanecerá aberta até 2 de Maio de 2015, após o que o processo de negociação prosseguirá com base intergovernamental durante Junho, com a finalização do texto prevista para Setembro/Outubro de 2015.

Para mais informações sobre como enviar os seus comentários e sugestões relativas ao esboço inicial (zero draft) da Declaração de Brasília, visite os links relacionados abaixo.

UN General Assembly resolution A/RES/68/269:

2nd Global High-Level Conference on Road Safety in 2015

Friends of the Decade of Action for Road Safety 2011-2020

Zero draft of the Brasilia Declaration in Portuguese

Jeitos imbecis de morrer

A essa altura do campeonato todo mundo já conhece, mas tenho que compartilhar uma das campanhas mais inteligentes sobre segurança que assisti nos últimos tempos.

A campanha foi encomenda pela companhia Metro Trains, gestora do serviço de trens metropolitanos de Melbourne, Austrália. A Metro comanda uma rede de 15 linhas de trem, 215 estações a serviço de 415.000 usuários/dia e se apresenta como “uma parte crucial do tecido social e econômico de Victoria no século 21“. A Metro faz sua parte, pelo visto, e ousa publicar na primeira página relatórios diários de performance de sua operação: no dia 9 de julho, os trens da Metro apresentaram 92,7% de pontualidade. Nada mal.

A campanha explora a incrível desatenção e desprezo que Continuar lendo Jeitos imbecis de morrer

A imprudência

Está no ar a nova campanha do Ministério dos Transportes para a segurança no trânsito rodoviário nacional.

Que surpresa! O gestor máximo da imensa malha rodoviária federal, aquele ao qual está subordinado o DNIT, e a quem compete, por exemplo, a implantação de radares e controles eletrônicos de velocidade, voltou a patrocinar diretamente uma campanha de prevenção de acidentes nas rodovias do Brasil – endereço da morte de METADE dos brasileiros no transito. Bem-vindo de volta, MT!!

Na tela, uma nova abordagem da velha e terrivel im-pru-dên-cia. Quem nunca a praticou, não é desse planeta. Aquela trepada na árvore alta, o salto na cachoeira, a corrida com os cadarços soltos, a cambalhota corajosa na beira da piscina, a feijoada gorda do sábado, o consumo-porre de bebidas alcoolicas, a velocidade acima, bem acima, do limite da via… tudo imprudência, tudo ato de formação de culpa.

Bom roteiro, fraquíssima interpretação e a ocultação de verdades inconvenientes. Sim, a imprudência é um crime – ainda mais quando acontece em um ambiente rodoviário miserável, inadequado e descontrolado. Rodovia no Brasil é o espaço do Deus-dará do trânsito, cada um entregue à sua propria sorte.

O texto correto, e honesto, deveria dizer: “em nossas rodovias, de pista simples, sem acostamento e sem sinalização, sua imprudência pode se tornar um crime”.

COMPARTILHAR responsabilidades – eis a lição da “Década” que primeiro ignoramos.