Para falar da violência no trânsito. Lições from “down under”

Como se mede o tamanho da violência no trânsito? Pelas perdas humanas de cada colisão ou atropelamento: quantificamos os mortos e os feridos. É uma conta que deveria somar zero, ao menos a conta dos mortos, mas está sempre muito longe disso, indicando nossa incapacidade de controlar um fenômeno altamente previsível e, sobretudo, de transformar a realidade que gera o fenômeno.

A bem da verdade, temos conseguido algum avanço. Desde 2004, não somamos menos do que 35.000 mortes por ano no trânsito no Brasil, Continuar lendo Para falar da violência no trânsito. Lições from “down under”

O ping e o pong. Notas sobre a campanha “Sou legal no trânsito”

No final de outubro de 2009, o Ministério das Cidades lançou a campanha Sou legal no trânsito – um investimento de R$ 70 milhões, que se espalhou por rádios, outdoors, revistas e jornais, cinemas e, principalmente, as redes de televisão. Sobrou alguma mídia? Não. A maior campanha pública de segurança no trânsito dos últimos 10 anos entregou-se inteira à internet: as peças gráficas, os vídeos, os spots de áudio, além de widgets especiais para a divulgação em blogs e redes sociais, estão disponíveis para uso livre do cidadão, COMO-DEVE-SER.

O desembarque da campanha na internet tem alta relevância estratégica Continuar lendo O ping e o pong. Notas sobre a campanha “Sou legal no trânsito”